Páginas

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Texto: ABSORVER TEU MEL

ABSORVER TEU MEL

Se eu pudesse absorver algo hoje, absorveria o mel de teus lábios. A pureza meticulosamente resulta do filtrar olhando com olhos devoradores o contorno de teus favos tão belos e fartos. O batom delineia as curvas como o perigo das estradas marca as montanhas circunscritas pelos homens de coragem. O teu sonho não se detém em simples vontades. Os meus desejos flutuam, caminham, rastejam lentamente em tua direção. Teu corpo aguarda secretamente o meu toque, e o mesmo não se suporta o calor de teu interior, que queima que arde por amor. Este amor é algo que queima e alivia, sussurra os gemidos do prazer atroz. Mas onde inicia não se finaliza, logo aqui fica apenas o devaneio, o devaneio de uma manhã sem você. O devaneio de mais uma manhã sem você e sem ABSORVER TEU MEL.

(Lucimar Simon)

2 comentários:

  1. E, o amor se revela em diversas formas!!

    bjinhus e bom dia...

    ResponderExcluir
  2. Poema lindo e sensual!
    Adorei ler!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Após a leitura do texto poste um comentário se quiser.
Ficarei muito feliz em saber que você leu e algo de importante foi acrescentado a sua vida e pensamento. Sim, outra coisa. Respostas aos comentários serão dadas aqui, se estes forem pertinentes ou necessarios dos mesmos. Por tanto volte após seu comentario. Volte sempre a casa é sua é nossa é de quem vier.