Páginas

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Texto: VIA EXPRESSA

VIA EXPRESSA

Um longo caminho percorrido a sombra de uma ruela que não tem fim, rua escura deserta e uma luta sem fim, porque não aceitar um amor perdido, calado, negado, sofrido, não quer não pode não deve, mais nem um dia na vida amar ninguém entenda não pergunte não questione, viva com isso sem ponto sem virgulas não sabe como manter este ritmo e definha não cresce, emagrece fora ou dentro do caminho, não ver mais a luz no fim deste túnel não sabe se a quer ver outra vez, outra vez, outra vez, outra vez, outra vez.

É muito complicado ser adulto quando as pessoas pensam que outras pessoas não passam de brinquedos. Quando se pensa que as pessoas são brinquedos o ser humano se direciona por um caminho sem volta, um abismo se abre e se fecha sobre seus pés tragando tudo que tenta sustentar-se sobre a Terra. Caminho curto na verdade, porém articula os desvios e como chamam jogadas de mestre fazem deste individuo um jogador astuto verossímil e sagaz.

Outras inverdades são ditas e aniquilam todas as quais seriam certezas reais, acaba de vez com sentimentos que teriam um futuro breve, mas não promissor porque quando o sol se põe e á lua nem surge no seu lugar e o caminho passado se desfaz num instante, e o novo amanhã trará um novo ser, incapaz de pensar o que foi ontem, se não um dia que não o tem memória, um dia que não o tem no disco rígido, pois o acumulo destas informações o faz perder a reserva de novas vidas para sua aniquilação.

A superação definiria um desejo se ela fosse mapa para levar alguém a algum lugar, superação seria sair desta selva de pedra e regressar ao inicio, a infância onde se teria como mudar este caminho, pois não acreditando em destino traçado, mas em algum lugar na história o homem mudou este curso do destino, porém optando por uma via expressa onde determinada uma velocidade muitos seriam massacrados pelos mais velozes.

A via expressa, lugar maior que aglomera a maioria, deslizando sobre sua pista estão sentimentos, momentos, desejos, sonhos, dinheiro, carros, casas, bens diversos, e nesta via expressa, junto a esta infinidade de coisas importantes, supérfluas, degenerativas, construtivas, destruidoras, nesta via expressa, olhe para o lado o que você ver na via expressa? Olhe, que estranho, uma pessoa, um humano, um amigo, um irmão, todos na via expressa que leva a lugar nenhum, lugar nenhum tumultuará de túmulos de túmulos, e somente os túmulos acolherão futuramente esses andantes da via expressa, salve oh Deus os andantes da via expressa, salve oh Deus os andantes...

(Lucimar Simon)

2 comentários:

  1. A sua visao critica me abala, nao entre para politica se nao perderemos vc.
    A porcaria cerca o mundo, e estamos no meio deste chiqueiro, as denuncias nao possuem vozes mas aqui singelo e simples vejo sair a sua voz.
    Bom trabalho, menino

    ResponderExcluir
  2. Cuidado!!! Para não atroelar ninguem....

    ResponderExcluir

Após a leitura do texto poste um comentário se quiser.
Ficarei muito feliz em saber que você leu e algo de importante foi acrescentado a sua vida e pensamento. Sim, outra coisa. Respostas aos comentários serão dadas aqui, se estes forem pertinentes ou necessarios dos mesmos. Por tanto volte após seu comentario. Volte sempre a casa é sua é nossa é de quem vier.